terça-feira, setembro 27, 2005

Durante o ainda

Não tenho começo se me acho completo
Sou sim repleto de muito a me fazer
Antes de me entardecer tenho o amor que te quero
Cabe todo ele em um bilhete sem paixão
Mas ardente como é um coração em paz
Ademais sou teu sem tu o saberes
Ao me dizer nada quereres
és verdadeira só até o anoitecer
testemunha de todas as estrelas
que disfarças esconder

Um comentário:

ELAINEMALMAL disse...

lindo isso AA, repleto de dizeres que diria se soubesse.

beijo e saudade

malmal